Todo brinquedo é de menino e de menina!

29 de Maio de 2019

Ainda hoje, muitos estereótipos de gênero são reforçados na escolha de um brinquedo, como “Azul é de menino, rosa é de menina” e outras frases do tipo podem limitar o universo dos pequenos que ainda estão explorando todas as possibilidades ao seu redor.

Foi-se o tempo em que brinquedo era definido como “de menina” ou “de menino”. A restrição por gêneros atualmente é um conceito ultrapassado, e, cada vez mais, o brincar livre, com descobertas e experimentos, é algo encorajado pelos educadores, médicos e famílias.

Com uma sociedade em que a mulher reconquista um espaço que sempre lhe foi de direito, ao mesmo tempo em que o homem reconhece seu papel fundamental na criação dos filhos e dos cuidados com a casa, nada mais natural que as crianças – seres observadores que são – reproduzam comportamentos como o do papai lavando a louça ou a mamãe usando a furadeira.

Aliás, qual pai ou mãe não deseja que seus filhos estejam preparados de maneira ampla e irrestrita para a vida em sociedade, com competências em todas as áreas sociais, profissionais e emocionais? Quando você estimula seu filho a brincar com vários tipos de brinquedo, dá a ele a chance de desenvolver capacidades que serão importantes para o futuro dele, incluindo até a escolha da carreira.

Deste modo, é papel da família não só não se incomodar, como antigamente, com as brincadeiras de meninos com bonecas, meninas com carrinhos, mas também de encorajar este tipo de diversão. Assim, vão demonstrar às crianças que acreditam em seu potencial e em suas habilidades.

Acesse a nossa loja virtual e confira diversas opções de jogos e brinquedos para as crianças, clicando aqui: www.estrela.com.br

Deixe um comentário