Marcos do Desenvolvimento Infantil

7 de agosto de 2018

O ser humano tem o tempo certo para desenvolver cada habilidade e quando conhecemos o tempo de cada uma delas, fica muito mais tranquilo acompanhar o bebê durante o desenvolvimento infantil e encontrar a melhor forma para estimulá-lo.

Além disso, o meio ambiente e as relações afetivas são fatores determinantes para um desenvolvimento saudável.

Com isso, vamos conhecer um pouco mais do desenvolvimento dos bebês segundo o Ministério da Saúde:

De 1 a 2 Meses

  • Aquisições: Percepção melhor de um rosto, medida com base na distância entre o bebê e o seio materno.

De 2 a 4 Meses

  • Já apresenta sorriso social;
  • O bebê fica de bruços, levanta a cabeça e os ombros;
  • Inicia-se a ampliação do seu campo de visão (o bebê visualiza e segue objetos com o olhar).

Imagem de bebê deitado brincando com os pés

De 4 a 6 Meses

  • Preensão voluntária das mãos;
  • O bebê vira a cabeça na direção de uma voz ou de uma objeto sonoro.

De 6 a 9 Meses

  • Inicia-se a noção de permanência do objeto: capacidade de perceber que os objetos que estão fora do seu campo visual seguem existindo. Em torno de um ano de idade, esta habilidade está completamente desenvolvida na maioria dos bebês;
  • O bebê senta-se sem apoio;
  • O bebê arrasta-se, engatinha;
  • O bebê apresenta reações a desconhecidos.

De 9 a 12 Meses

  • O bebê engatinha ou anda com apoio;
  • O bebê fica em pé sem apoio.

Imagem de bebê deitado brincando com os pés

De 12 a 18 Meses

  • O bebê anda sozinho;
  • O bebê possui a percepção visual de um adulto.

De 18 Meses a 2 Anos

  • O bebê corre e sobe degraus baixos.

De 2 a 3 Anos

  • O bebê diz seu próprio nome e nomeia objetos como seus;
  • O bebê se reconhece no espelho e começa a brincar de faz de conta. Essa atividade que deve ser estimulada, pois auxilia no desenvolvimento cognitivo e emocional, ajudando a criança a lidar com ansiedades e conflitos e a elaborar regras sociais;
  • Os pais devem começar aos poucos a retirar as fraldas do bebê e a ensiná-lo a usar o penico.

De 3 a 6 Anos

  • A criança começa aos poucos a se vestir sozinha;
  • A criança conta ou inventa pequenas histórias. O comportamento da criança é predominantemente egocêntrico; porém, com o passar do tempo, outras crianças começam a se tornar importantes;
  • A criança passa a pensar com lógica, embora esta seja predominantemente concreta.
  • Sua memória e a sua habilidade com a linguagem aumentam.
  • Seus ganhos cognitivos melhoram sua capacidade de tirar proveito da educação formal.
  • A autoimagem se desenvolve e está interligado com a autoestima.
  • Os amigos assumem importância fundamental.
  • A criança começa a compreender a constância de gênero. A segregação entre os gêneros é muito frequente nesta idade.

Criança brincando com o brinquedo Construindo com Bloquinhos Bombeiros da Estrela Baby

Conhecer cada fase do desenvolvimento nos permite entender como o bebê brinca, suas capacidades em cada momento e o que podemos oferecer para estimular ainda mais seu conhecimento e interesse pela aprendizagem.

Por isso a importância de incentivarmos cada descoberta e oferecermos sempre novas possibilidades de exploração.

Aviso: Lembrando aos pais que nossos conselhos são apenas dicas.  Em casos urgentes ou dúvidas recomendamos que consulte um especialista.

Referência:

Marcos do desenvolvimento: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/saude_crianca_crescimento_desenvolvimento.pdf; página 123

Deixe um comentário