Jogos de Tabuleiro que Ensinam Educação Financeira

29 de Maio de 2018

Os jogos de tabuleiro que ensinam educação financeira representam uma ótima solução para aprender conceitos de gerenciamento de dinheiro, tornando a aprendizagem sobre economia muito mais fácil e agradável.

Além do mais, ajuda a trabalhar o raciocínio lógico, sagacidade, persistência, paciência, atenção concentrada, domínio emocional, respeito ao adversário, saber perder e vencer e cria um senso de responsabilidade financeira.

Quanto mais cedo uma pessoa aprende como gerenciar seu próprio dinheiro há mais possibilidade de garantir um futuro melhor. Então, que tal começar a conscientizar seus filhos sobre educação financeira?

Ao invés de ficar no blá blá blá ensinando conceitos de finanças convide-o para uma partida com os Jogos de tabuleiro: Banco Imobiliário, Jogo da Vida e Jogo da Mesada.

Faz tempo que o Banco Imobiliário e o Jogo da Vida são a sensação da garotada ao associar diversão em grupo com conhecimentos sobre gerenciamento financeiro, mercado de imóveis, investimento em bens, fluxo de caixa, pagamento de dívidas etc.

Para completar o quadro educativo tem o Jogo da Mesada – o irmão mais novo dos jogos de educação financeira, direcionado para crianças a partir dos 6 anos que estão começando a desenvolver habilidades em­ administrar seu próprio dinheirinho.

Confira os conhecimentos que cada jogo oferece aos jogadores:

Banco Imobiliário

Um dos jogos de tabuleiro mais amados do país. O Banco Imobiliário vem encantando dezenas de gerações ao trazer conceitos básicos do mercado imobiliário e o uso de estratégias para formação e administração de patrimônio. É um jogo que lida com fortes emoções até o último minuto.

Caixa do Jogo Banco Imobiliário com aplicativo da Estrela

Outros conteúdos que a criança vai aprender: administração do dinheiro, acúmulo de capital, consequências das decisões financeiras, visão sobre investimentos, pagamento de impostos, manutenção de fluxo de caixa, negociação de hipotecas, cálculos básicos de matemática financeira, aquisição e gastos com melhorias nos imóveis.

Confira a linha completa do clássico Banco Imobiliário no nosso site

Idade recomendada: a partir de 5 anos.

­­Objetivo do jogo: conseguir cuidar bem do seu dinheiro e dos investimentos e ser o último jogador a falir!

Número de jogadores: para 2 a 6 jogadores.

Jogo da Vida

Como o nome já revela, o Jogo da Vida simula situações da vida real apresentando à criança os desafios que ela precisará enfrentar no futuro, como escolha profissional, orçamento mensal, relacionamento e filhos, pagamento de empréstimos, acúmulo de dívidas, situações imprevistas e emergências de última hora.

Caixa do Jogo da Vida da Estrela

Neste jogo, você pode aproveitar para reforçar que a vida é cheia de altos e baixos e que atitudes preventivas podem fazer a diferença.

Além de planejamento, o jogador também vai precisar de sorte para chegar vitorioso ao final da partida. Você é sortudo?

Confira outras versões do Jogo da Vida no nosso site.

Idade recomendada: a partir de 7 anos.

Objetivo do jogo: ser o jogador com mais dinheiro ao final do jogo.

Número de jogadores: para 2 a 6 jogadores.

Jogo da Mesada

Atribuída de acordo com o desempenho escolar e contribuição em pequenas tarefas da casa, a mesada é o primeiro contato da criança com a responsabilidade de administrar seu próprio dinheiro. Assim, ela aprende a valorizar o dinheiro que advém do seu próprio esforço.  

Caixa do Jogo da Mesada da Estrela

No começo ela fica desorientada. Não sabe como gastar e o que comprar. Pode, inclusive, gastar todo o dinheiro em um dia e passar o resto do mês sem um tostão. Quem nunca?

Para evitar este tipo de situação, o Jogo da Mesada ensina a lidar com o dinheiro, combinando os gastos e empréstimos com o recebimento da mesada. Vence quem chegar com mais dinheiro no final do mês!

O Jogo da Mesada está disponível em nosso site. Confira!

Idade recomendada: a partir de 6 anos.

Objetivo do jogo: ser o jogador com mais dinheiro ao final do jogo.

Número de jogadores: para 2 a 6 jogadores.

Seja o mediador dos torneios de jogos de tabuleiro em sua casa!

As brincadeiras em grupo são conhecidas pela bagunça. O cenário lembra as antigas sessões das Bolsas de Valores. Durante a partida, os jogadores tiram sarro um do outro, vibram a cada novo desafio vencido, desabafam quando perdem dinheiro e por aí vai… a criançada fica alucinada!

Convide uma turma de amigos das crianças. Prepare a mesa do torneio. Ofereça uns petiscos e bebidas para repor as energias. Dite as regras do jogo e de conduta em voz alta para as crianças. Pronto! A diversão estará garantida!   

Como mediador (banqueiro), você pode ir apontando as lições que aparecem durante o decorrer do jogo. Esta técnica ajudará na fixação dos conteúdos e no entendimento do contexto de mundo.

Aprender brincando é muito mais divertido!

Em um cenário mundial cada vez mais nebuloso, nada melhor do que munir a criançada com informações que possam ajudá-los a enfrentar os desafios do futuro.

Cada partida pode ser uma verdadeira aula de economia doméstica. Em formato de entretenimento, a criança vai começar a entender sobre o universo das finanças por meio de divertidas lições.

Para os pais também é uma oportunidade para testar sua relação com o dinheiro. Observe quanto sua experiência de vida contribui para seu desempenho durante o jogo.

Quer coisa melhor do que juntar diversão com aprendizado? Agora sentem-se em volta do tabuleiro que as aulas sobre educação financeira vão começar!

Deixe um comentário