Fatos Históricos, Cultura e Brinquedos Icônicos dos anos de 1980

26 de junho de 2018

Os anos de 1980 deixaram muitas saudades. O mundo dava adeus ao movimento de contracultura hippie e, paradoxalmente, abraçava a conservadora cultura yuppie, que valorizava os bens materiais e o status social. Para nós, no Brasil, representou o fim da ditadura que calou nosso país por 21 anos e cedeu a vez para uma nova era de esperança com a adesão ao regime democrático, e o voto foi a moeda de mudança para um novo Brasil.

Foi o estouro da cultura pop. Vimos o nascimento da poderosa indústria de entretenimento com seus grandes espetáculos, representada por artistas milionários como Madonna e Michael Jackson.

Os programas de auditórios e as músicas populares – hoje conhecidas como “bregas” – ganharam força nas figuras de Sidney Magal, Reginaldo Rossi, Wando etc. Ainda teve o fenômeno Menudo, que apesar da efemeridade do seu sucesso, o grupo porto-riquenho consolidou de vez as boy bands pelo mundo.

Já a moda não deixou muitos saudosos dos ternos e camisas com ombreiras e das roupas rosa choque, verde-limão e amarelo fosforescente da cultura new wave. Sem contar os penteados que faziam a cabeça de homens e mulheres na época, que cortes de cabelos eram aqueles, hein, gente?!     

Também foi a década da última geração que brincou de queimada, amarelinha, taco ou bets, bolinha de gude, pega-pega, esconde-esconde e outras brincadeiras de rua.

A tecnologia chegava aos lares com os micro-ondas, computadores pessoais, o revolucionário walkman – o primeiro aparelho de som portátil, os videocassetes, as câmeras instantâneas e invadia, também, o universo infantil através dos brinquedos eletrônicos para meninas e meninos.  

Sempre atentos às mudanças do mundo, nessa época criamos jogos, bonecas e carrinhos eletrônicos, que hoje fazem parte da memória de uma legião de fãs que compartilha suas experiências nas redes sociais com outros saudosistas e também com a Estrela, claro! Já recebemos muitas mensagens pedindo a volta de seus brinquedos favoritos.

Bateu saudades dos passatempos de infância? Relembre parte dos brinquedos mais icônicos da Estrela feitos na década de 1980.

Está preparado? A viagem ao passado começa agora!

1980: era lançado o eterno Genius, o primeiro brinquedo eletrônico do país. Inclusive, o jogo foi relançado na comemoração dos 75 anos da Estrela.

Catálogo de 1980 do Jogo Genius da Estrela

 

Também no início da década, foi lançada a Bate Palminha, boneca que batia palmas e cantava de verdade. Foi uma verdadeira sensação, tanto que, ao longo dos anos, ganhou várias versões com cabelos e roupas diferentes!

Catálogo de 1980 da Boneca Bate Palminha da Estrela

 

1981: Merlin, mais um eletrônico. Seu formato imitava um telefone sem fio para a criança acessar 6 jogos através dos botões do painel.

Catálogo de Brinquedo Marlin de 1980 da Estrela

 

Em seguida chegava o Elo Maluco, que deixou a molecada “maluca” para conseguir montar a sequência correta dos elos.

 

1982: então aparece o Ar-Tur, um robô com automovimento que virou mania na época. Ele tinha 60 cm de altura e funcionava por controle remoto.

Catálogo de 1980 do Brinquedo Ar-Tur da Estrela

Também foi o ano do Cãozinho Abelhudo, mais conhecido como cachorrinho curioso.

Imagem do Brinquedo Cãozinho Abelhudo de 1980 da Estrela

 

1984: chegava a vez do carrinho por radiocontrole Pégasus, a réplica de um modelo da marca BMW fez enorme sucesso. Tinha duas versões: prata e ouro.

Catálogo de 1980 do Brinquedo Pégasus da Estrela

Ainda teve o jogo Boca Rica, que simulava um cofre de moedas. Os jogadores iam colocando as moedas e se a boca abrisse na sua vez… você ficava com todo o dinheiro!

Catálogo de 1980 do Brinquedo Boca Rica da Estrela

 

1985: imitando uma picape chegava o Colossus, que causou frisson com seu design imponente e as rodas com tração 4×4.  

Catálogo de 1980 do Brinquedo Colossus da Estrela

 

Uma das sensações entre as crianças foi a boneca Quem-me-quer. Feita de material macio, ela vinha pronta para dar e receber abraços.

Catálogo de 1980 da Boneca Quem me Quer da Estrela

 

Outro destaque foi a Ambulância do Dr. Saratudo, toda equipada com aparelhos médicos e paciente para simular uma estação de emergência de verdade!

Catálogo do Brinquedo Ambulância do Dr. Saratudo de 1980 da Estrela

 

Neste mesmo ano, os cabelos das boneca passaram a ser feitos de nylon e, a partir das séries televisivas de sucesso, outras figuras de ação foram lançadas como os inesquecíveis Comandos em Ação.

Catálogo da Coleção de Comandos em Ação da Estrela

 

1986: era a vez do cachorro Snif, Snif, cujo slogan ‘o cachorrinho que precisa de colinho’ era um convite para encantar a meninada.

Catálogo de 1980 do Brinquedo Snif Snif da Estrela

 

Foi o ano de outros dois grandes sucessos: a Amore, a primeira boneca eletrônica do país, falava e interagia com as crianças; e da boneca Tchibum que “nadava” de verdade, quando colocada na água!

 Catálogo da Boneca Tchibum de 1980 da Estrela

 

1987: outros veículos bacanas eram lançados como o Dragão, um monster truck que conseguia transpor obstáculos; e o Trombada, o carro que amassava e desamassava em segundos.

Catálogo de 1980 com os carrinhos de brinquedo Dragão e Trombada da estrela

 

1989: para fechar a década ainda foi apresentado o automóvel robusto Elastikon, que tinha ‘força’ para ultrapassar muitas barreiras.

Catálogo do Carrinho Elastikon da Estrela

 

 

Nossa! Deu até vontade de ser criança novamente e reviver tudo de novo, não é? Aqueles foram anos incríveis!

Para nós, da Estrela, é uma honra saber que fizemos parte da vida de tantas crianças. Levar alegria é a nossa missão diária!

Aproveitamos para fazer um convite: compartilhe uma história de infância com um brinquedo da Estrela. Ficaremos felizes em receber sua mensagem.

Deixe um comentário